Uncategorized

Como saber se a operadora prejudica a sua internet

Não era para acontecer, mas as operadoras podem limitar a velocidade da conexão à internet para tarefas específicas, como ver vídeos, baixar torrents, entre outras coisas. Saiba agora como descobrir se a operadora está interferindo diretamente no seu sinal online.
Para realizar os testes abaixo serão utilizados alguns programas, que, em conjunto com serviços online, aferem a performance da conexão. Todas as opções listadas abaixo são gratuitas.
Checando a velocidade da internet
Antes de testar se algo está interferindo na conexão, é preciso saber se a internet está alcançando a velocidade que foi contratada. Veja como fazer o teste:
1. Acesse o site do Speedtest. Ao carregar, clique em “Iniciar”;
2. Anote a velocidade de download e upload obtida.
Tem traffic Shaping?
Traffic Shaping é o nome de uma prática adotada por algumas operadoras de forma a limitar sua conexão para certas atividades. Quando isto ocorre, você não tem acesso a velocidade que contratou. Saiba como identificar estes casos:

1. Faça o download da ferramenta Neubot e instale-a;
2. No navegador de sua preferência, acesse este endereço: http://127.0.0.1:9774/privacy.html;
3. Leia os termos de privacidade e, estando de acordo, aceite-os. Clique em “Save”;
4. Em “Manually Start Test”, selecione a opção “speedtest” e clique em “Go”. Ao fim da execução, anote o resultado;
5. Novamente em “Manually Start Test”, selecione a opção “bittorrent” e clique em “Go”. 
Compare o número dos dois resultados e veja se a diferença apresentada entre eles foi muito grande. O ideal é realizar este teste durante um período prolongado, como uma semana, de forma que se elimine problemas pontuais.
Note que a velocidade apresentada pelo Neubot pode ser menor do que a velocidade obtida no Speedtest, mas isso se deve as configurações e o servidor usado pelo programa, que as vezes não são brasileiros. O importante, é que dentro do Neubot, as velocidades dos dois testes não tenham diferenças grandes.
Via olhar digital

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *