O LinkedIn é a mais nova plataforma a ter um recurso de Stories — e o Brasil é o primeiro país a receber a novidade oficialmente. Depois da versão original no Snapchat, copiada por Instagram, Facebook, WhatsApp, YouTube, Twitter e outras redes, o serviço de conexão e postagem de conteúdo com foco corporativo agora também permite o compartilhamento de posts com data para desaparecer.

O recurso foi descoberto no final de fevereiro deste ano, quando testes internos já eram realizados para implementar a novidade. A ideia é que a comunidade compartilhe novidades da carreira e momentos do cotidiano profissional, como uma palestra ou o dia a dia no escritório.

O design das postagens e as possibilidades de edição
O design das postagens e as possibilidades de edição (Foto: LinkedIn

Segundo o LinkedIn, o Brasil é o terceiro maior produtor de conteúdo em vídeo na plataforma e foi escolhido também por ter uma fama mundial em criatividade. Por enquanto, os Stories do LinkedIn são restritos ao aplicativo da plataforma para Android e iOS.

Como funciona os Stories do LinkedIn

O funcionamento é similar ao dos demais serviços: você pode compartilhar fotos ou vídeos de até 20 segundos, aplicando textos e figurinhas por cima. Os conteúdos ficam visíveis por 24 horas e é possível responder a eles por mensagens privadas apenas se você estiver a um ou dois graus do contato em questão. Os recados são enviados diretamente à caixa da própria rede, o que significa que você também pode responder via desktop.

A interface com os perfis que publicaram Stories
A interface com os perfis que publicaram Stories (Fonte: LinkedIn)

Além disso, é possível saber exatamente quem visualizou a sua postagem, reportar uma publicação indevida ou baixar o conteúdo.

Recursos para marcas

Marcas e companhias também podem utilizar o recurso para fortalecer a imagem e melhorar o engajamento com parceiros e colaboradores. Neste caso, entretanto, o LinkedIn Stories só será disponibilizado para todas as marcas nas próximas semanas e somente os seguidores brasileiros da página poderão ver o conteúdo publicado, ao menos até que o recurso tenha um lançamento oficial em outras regiões.

Com informações de LinkeIn / Tecmundo

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in GA Tech News