Ferrari lança esportivos com potência extra liberada por software

A Ferrari anunciou que a SF90 Stradale e a SF90 Spider ganharam versões feitas pela divisão XX da montadora italiana, voltada 100% à performance e exclusivamente para o uso em pistas, já que todos os modelos com essa estirpe não são homologados. Esses bólidos são os primeiros híbridos dessa linha e, também, os primeiros carros de passeio com essa preparação dentro da empresa.

Segundo a Ferrari, com a intenção de serem ainda mais exclusivos, serão produzidas apenas 799 unidades da SF90 XX Stradale e 599 unidades da SF90 XX Spider, com o início das vendas acontecendo ainda em 2023. A preparação dos modelos foi feita em vários aspectos, como motor, câmbio e softwares, preparados para entregar o que a empresa chama de “potência ilimitada”.

Com o sucesso da linha SF90, a Ferrari decidiu unir o melhor dos dois mundos: a eletrificação e esportividade desses carros, com o limite imposto pela linha XX, conhecida por seus carros extremamente agressivos e pensados para as corridas.

Melhoras importantes nos dois modelos

A Ferrari explica que efetuou modificações tanto no modelo coupé (Stradale) quanto no conversível (Spider). O conjunto de motores é composto por um 3.0 V8 biturbo de 808cv e três elétricos que, somados, rendem 236cv. No total, esse bólido sai de fábrica com 1.044cv de potência, pouco mais de 30cv a mais do que a versão original.

Em comunicado, a montadora revela que esse conjunto mecânico, que tem o câmbio automatizado de dupla embreagem e oito marchas, recebeu o código F154FB e se torna ainda mais eficiente com o polimento dos dutos de admissão e escapamento.

Além disso, esse propulsor tem a inclusão de novos pistões e a usinagem específica realizada na câmara de combustão para aumentar a taxa de compressão. Segundo a Ferrari, a eliminação do sistema de ar secundário também reduziu o peso do motor em impressionantes 3,5 kg em comparação com a aplicação anterior.

A garantia da Ferrari é de um som ainda mais assustador do seu motor V8, mesmo com o conjunto elétrico atuando. Isso acontece porque, além das modificações no motor, o câmbio recebeu uma nova calibração e atua em rotações muito mais altas para as trocas de marchas.

É bom lembrar que tanto a SF90 XX Stradale quanto a Spider são híbridos plug-in, ou seja, podem rodar somente no mototr elétrico. A autonomia desse propulsor no modo zero emissão é de 25km, com velocidade máxima de 135km/h.

Vale lembrar que a SF90 Spider, por ser conversível, tem uma limitação de 45 km/h enquanto estiver abrindo ou fechando a capota. O interior de ambas possuem os mesmos equipamentos de tecnologia e conforto.

Potência ‘ilimitada’ por meio de software

A Ferrari aproveitou o lançamento das versões XX da Stradale e da Spider para incluir um sistema de ‘extra boost’, o mesmo utilizado na Fórmula 1. Com esse software, os carros ganham uma chamada “potência ilimitada”, que dá uma vantagem competitiva importante quando ativado pelo modo de direção “Qualifying”.

Esse sistema alterna o fornecimento de energia nas fases de pico e monitora todos os componentes do carro para, virtualmente, dar mais potência ao bólido. Segundo a empresa, os ganhos de tempo em voltas no circuito de Fiorano foram de 0,25s.

Ferrari SF90 XX Stradale e Spider: Preços e disponibilidade

A Ferrari deve divulgar os preços e data de lançamento de ambos os modelos em breve.


Link do Autor
Total
0
Shares
0 Share
0 Tweet
0 Share
0 Share
0 Pin it
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts