Elon Musk compra Twitter por US$ 44 bilhões

Na segunda-feira (25), o Twitter confirmou a venda da rede social para o bilionário Elon Musk por cerca de US$ 44 bilhões — uma conversão direta de cerca de 208 bilhões de reais.

O negócio se concretizou depois que as partes concordaram com um preço de US$ 54,20 por ação. O acordo também é independente dos outros ativos de Musk. Após a aquisição, o Twitter se tornará uma empresa privada. O acordo foi aprovado por unanimidade pelo conselho de administração do Twitter e deve ser fechado em 2022. A aprovação dos acionistas da empresa ainda é necessária, bem como as aprovações regulatórias necessárias.

Para a aquisição, Musk recebeu um empréstimo de US$ 25,5 bilhões e outros US$ 21 bilhões em ações.

Elon Musk
Elon Musk se tornará o novo dono do Twitter com a aquisição de 100% da rede social.

No início deste mês, Musk comprou cerca de 9% do Twitter por US$ 2,89 bilhões. A medida chamou a atenção dos acionistas da empresa, que lhe ofereceram um cargo no conselho, que depois foi rejeitado pelos executivos. A nova oferta para comprar 100% da plataforma é a “melhor e última” oferta de Musk.

Em uma entrevista em um evento TED em 14 de abril, Musk argumentou que a aquisição do Twitter tinha algo a ver com liberdade de expressão. Ele também concordou que os algoritmos da rede social devem ser de código aberto, aumentando a transparência do funcionamento da plataforma.

Foco em liberdade de expressão

Os termos do acordo implicam que os atuais acionistas do Twitter receberão US$ 54,20 em dinheiro para cada ação ordinária que detêm até o fechamento da aquisição. “Um processo cuidadoso e abrangente foi realizado para avaliar a proposta de Elon, com foco deliberado em valor, certeza e financiamento”, disse Bret Taylor, presidente independente do Twitter, em comunicado.

Taylor também disse que vender a rede social para o bilionário “é o melhor caminho a seguir para os acionistas do Twitter”. Ainda esta tarde, Musk postou em sua conta que queria que até os piores críticos “ficassem no Twitter porque isso é liberdade de expressão”.

O atual CEO do Twitter, Parag Agrawal, que substitui Jack Dorsey em novembro de 2021, disse que a rede social “tem um propósito e relevância para impactar o mundo inteiro. .”

Em nota, Musk reforçou a ideia de liberdade de expressão com a aquisição. “A liberdade de expressão é fundamental para o funcionamento da democracia, e o Twitter é a praça [pública] da cidade digital, onde as pessoas discutem questões vitais para o futuro da humanidade”, disse ele.

Fazendo alusão a outra fala dita pelo próprio Musk, ele voltou a falar sobre “desbloquear o potencial” da rede social e destacou medidas que deverão ser tomadas:

  • Implementar novos recursos;
  • Tornar os algoritmos da rede social de código aberto “para aumentar a confiança”;
  • Derrubar cadeias de bots de spam;
  • Autenticar todos os usuários humanos.

“O Twitter tem um tremendo potencial — estou ansioso para trabalhar com a empresa e a comunidade para desbloqueá-lo”

disse Musk.

Com informações de TecMundo

Total
0
Shares
0 Share
0 Tweet
0 Share
0 Share
0 Pin it
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts