Connect with us

Hi, what are you looking for?

Redes Sociais

Dados de mais 3 milhões de usuários do Facebook podem ter vazado

Mais dados de usuários do Facebook podem ter sido acessados indevidamente: um potencial vazamento foi detectado a partir de um teste de personalidade feito dentro da rede social que enviava informações para um site pouco protegido. O vazamento foi revelado pela New Scientist e pode ter afetado 3 milhões de usuários. As informações foram coletadas […]

Mais dados de usuários do Facebook podem ter sido acessados indevidamente: um potencial vazamento foi detectado a partir de um teste de personalidade feito dentro da rede social que enviava informações para um site pouco protegido.
O vazamento foi revelado pela New Scientist e pode ter afetado 3 milhões de usuários. As informações foram coletadas com consentimento dos usuários, mas podiam ser acessadas com facilidade por qualquer pessoa em um site ao digitar logins e senhas que eram bem fáceis de encontrar na internet.
O teste em questão se chamava myPersonality e teve cerca de 6 milhões de participantes. Destes, 3 milhões de pessoas concordaram em compartilhar informações da rede social anonimamente com os pesquisadores por trás do quiz. As informações coletadas não incluíam o nome das pessoas, mas tinham idade, gênero, status de relacionamento e, no caso de 150 mil pessoas, até mesmo atualizações de status feitas no Facebook.
Após coletadas, as informações eram disponibilizadas em um site para serem acessadas por outros pesquisadores que não faziam parte da equipe que desenvolveu o teste. Ao todo, 280 pessoas ganharam acesso aos dados, incluindo funcionários do Facebook e de outras grandes empresas de tecnologia. O problema é que as credenciais de acesso ao site poderiam ser facilmente encontradas na internet, abrindo a possibilidade de que ainda mais gente tivesse acesso indevido às informações.
Um dos pesquisadores que poderiam acessar os dados era Aleksandr Kogan. O cientista ficou conhecido por ser o pivô por trás do escândalo da Cambridge Analytica, empresa de consultoria política que conseguiu acesso indevido a dados de mais de 87 milhões de usuários do Facebook. Antes de desenvolver um teste próprio que coletou os dados da rede social que foram compartilhadas com a Cambridge Analytica, Kogan fez parte do projeto myPersonality, de acordo com a New Scientist.
O Facebook diz que o aplicativo em questão já está sendo investigado e, caso seja comprovado o uso indevido dos dados, ele será banido. A rede social recentemente divulgou que mais de 200 aplicativos foram temporariamente suspensos enquanto são investigados por suspeita de uso indevido de informações pessoais, e o myPersonality faz parte da lista.
Via olhar digital

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Tutorial

Fala, pessoal! Nessa matéria você irá aprender a como ativar o Office nas versões 2013, 2016 e 2019! Não se esqueça de se inscrever...

Tutorial

Fala, pessoal! Nessa matéria você irá conferir como baixar e instalar uTorrent no PC (Windows)! Não se esqueça de deixar o like e se...

Tutorial

Fala, pessoal! Você irá conferir como desativar Windows Defender do Windows 10 da forma correta! Não se esqueça de deixar o like e se...

Tutorial

Fala, pessoal! Nesse artigo você irá conferir TOP 3 APPS para assistir FILMES e SÉRIES no ANDROID 2021! Não se esqueça de se inscrever...

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE